Recorde de Público e vitória das Donas da Casa no Paulistão feminino 2022: anota mais um título pro Palmeiras

O Paulistão Feminino 2022 tem um novo campeão! Após 3 anos consecutivos com o Timão levantando a taça, as Palestrinas colocaram fim em um jejum de 21 anos sem conquistar o título do estadual.   

Com uma campanha praticamente irretocável, com 12 vitórias, 2 empates e apenas 1 derrota, esse é o segundo título da história do Palmeiras no estadual feminino. Aliás, 2022 foi um ano de grandes conquistas para o profissional feminino do Palmeiras, com o título inédito da Libertadores conquistado em outubro. 

Confira a trajetória do Palmeiras na final

As palestrinas saíram na frente, ganhando o primeiro jogo da final por 1 a 0 e chegando na decisão em casa mais tranquilas. A torcida prometeu e cumpriu, com direito a recorde de público no futebol feminino do Palmeiras:, mais de 20 mil pessoas estiveram presentes no Allianz Parque para empurrar o time rumo à vitória. 

O confronto decisivo começou equilibrado, com o Palmeiras um pouco melhor em campo, mas o Santos conseguiu ajustar a marcação, equilibrando a partida e trazendo mais perigo à meta do Palmeiras. Só no primeiro tempo, 3 gols anulados: dois para as Sereias da Vila e um para as donas da casa. 

No segundo tempo, os times voltaram mais desatentos, com muitos erros para os dois lados. Em uma falha na defesa do Santos, Bia Zaneratto abriu o placar para o Palmeiras, em um golaço com direito a drible na goleira. 

O Santos precisou ir para cima, abrindo espaços na defesa e dando a oportunidade para as Palestrinas ampliarem a vantagem, em um contra-ataque com Ary Borges, que invadiu a área e chutou. Camila Rodrigues chegou a defender, mas a bola desviou na zagueira Tayla, bastando para a camisa 8 do Palmeiras empurrar para o gol e comemorar. 

O Peixe buscou reagir, mas as mandantes conseguiram administrar a pressão e segurar o resultado. No apito final, a nova vitória Alviverde confirmou o título, com um placar de 3 a 1 no agregado. 

O time campeão leva uma premiação de R$ 1 milhão e o vice de R$ 500 mil. Essa é a maior premiação da história do futebol feminino no Brasil, com valores que representam um aumento de 1757% comparado ao ano anterior.