Palmeiras é o maior favorito ao título do Brasileirão Assaí, mas não o único

Passadas 20 rodadas do Brasileirão Assaí, o Palmeiras aparece como maior favorito ao título, conquistado pela última vez em 2018. Mas há alguns elementos que nos fazem acreditar que essa disputa está longe de ser encerrada.

A vantagem é até certo ponto confortável à essa altura. Estamos falando de quatro pontos para o vice-líder Corinthians, sete para o Fluminense (3º) e oito para o Athletico (4º). Mas ainda há 54 em disputa, muita água ainda vai passar por essa ponte…

O Palmeiras vem de quatro vitórias consecutivas e só perdeu duas vezes, para o Ceará, na 1ª rodada, e Athletico, na 15ª. Tem a regularidade como arma, algo que costuma funcionar nos pontos corridos.

Mas não é brilhante. Suas vitórias raramente são confortáveis, especialmente nos últimos jogos, como aconteceu contra Ceará, Internacional, América-MG e Cuiabá – todas por um gol de diferença.

O time de Abel Ferreira também está vivo na Libertadores e busca um inédito tricampeonato consecutivo. Dividir as atenções na reta final pode acarretar em pontos deixados pelo caminho, além do fato de enfrentar adversários considerados fortes fora de casa (Corinthians, Fluminense, Atlético-MG e Athletico Paranaense).

E o que os concorrentes têm de especial?

O Corinthians, arquirrival, conseguiu se manter na briga mesmo com um calendário ainda mais cheio (tem Libertadores e Copa do Brasil pela frente) e diversos desfalques em algumas oportunidades. É o melhor mandante (o único invicto em casa) e, com as chegadas de Fausto Vera e Yuri Alberto e volta dos lesionados, promete incomodar ainda mais.

Dono do segundo melhor ataque e de uma invencibilidade de 12 jogos em todas as competições, o Fluminense joga aquele que pode ser apontado como o melhor futebol do país. Tudo bem, num campeonato longo como o Brasileirão Assaí isso pode não bastar, mas é um bom argumento.

Jogadores como Ganso, Árias, Cano, Samuel Xavier, Nino, André, entre outros, vivem boa fase muito por conta do futebol potencializado por Fernando Diniz. Vale ressaltar, porém, que a boa campanha também na Copa do Brasil pode impactar no rendimento do Tricolor.

O Athletico Paranaense pode parecer um “time de Copas” (está vivo nas duas), ainda mais com Luiz Felipe Scolari no comando, mas até aqui vem fazendo um grande Brasileirão Assaí. É o terceiro melhor mandante e melhorou o seu elenco na janela com a chegada do experiente Fernandinho. Outro que não convém duvidar.

A diferença de nove pontos pode assustar, mas se há alguém capaz de tirar isso é o Flamengo. Já são quatro vitórias consecutivas no Brasileirão Assaí e a esperança de dias ainda melhores com os reforços adaptados. Estamos aqui falando de Everton Cebolinha e Vidal, jogadores de nível de seleção. E ainda há expectativa pela chegada do Oscar, além de Pulgar e Varela, que ainda irão estrear.

Ou seja: o elenco já era bom, ficou ainda melhor, e o time está pegando no tranco. Mesmo que tenha atenções divididas, é capaz de fazer um grande returno e brigar pelo título.

Para finalizar com meu último grande candidato, o atual campeão. São 10 pontos de diferença, mas ainda é cedo para o Atlético-MG jogar a toalha. O futebol irregular com Turco Mohamed pode ter tirado a confiança de boa parte dos jogadores, principalmente Hulk, mas Cuca está de volta e sabe reanimar um grupo como poucos. Talento ali tem de sobra.

Ainda cito Internacional e Bragantino como azarões, à espera de algum deslize para se colocarem como reais candidatos. Aguardemos os próximos capítulos.